O que são exames de imagem?

por Lívia Nogueira em 04/03/2020 ⇠ Veja outros Posts

Exame de imagem é a tecnologia que permite visualizar o interior do corpo e toda a anatomia e funcionamento dos tecidos humanos e ossos de forma não invasiva (sem a necessidade de cirurgia para visualizá-los), indolor e rápida.

A radiografia convencional (raio-x), a mamografia, a densitometria óssea, a tomografia computadorizada, a ressonância magnética, a ultrassonografia, a medicina nuclear e a angiografia são exemplos de tecnologias para realizar esse formato de exames. 

O procedimento faz parte da radiologia (mais especificamente da telerradiologia) e pode ser feito nos mais variáveis centros de saúde, como hospitais, clínicas ou postos de saúde.

Após a realização do exame, o médico radiologista é o responsável por interpretar e laudar os resultados. 

Para que servem os exames de imagem?

A finalidade de um exame de imagem é facilitar a realização de diagnósticos através da análise de partes internas do corpo.

Caso seja identificada alguma anormalidade em estágio inicial, as chances de detectar uma doença e tratá-la conforme for necessário são maiores.

Em alguns procedimentos os exames de imagem podem fornecer, além de imagens estáticas como raios-x, imagens em movimento, como é o caso das ultrassonografias, por exemplo.

exames de imagem

Para explanar todo o processo do tratamento de uma doença com a utilização dos exames de imagem, vejamos como exemplo o câncer.

Caso o paciente seja identificado com câncer, os exames de diagnóstico por imagem são importantíssimos durante todo o tratamento. 

Quando identificado o tumor, o procedimento facilita a decisão do médico de realizar ou não uma biópsia no paciente. São exames que determinam a localização e fase de desenvolvimento daquela doença maligna.

Além disso, com os exames, o médico consegue verificar se um tumor diminuiu, permaneceu ou cresceu de tamanho após o tratamento realizado. Assim, ele avalia se aquele acompanhamento da doença está dando certo ou qual outro caminho seguir. 

Por fim, os exames de imagem, no caso do câncer, são utilizados para manter uma rotina de acompanhamento e detectar se a doença ou algum sintoma reaparecerão após o tratamento.

Deixando claro que o diagnóstico e tratamento do câncer é extenso e complexo. Apresentamos aqui apenas as contribuições dos exames de imagem nessa doença nesse processo.

Outras diferentes doenças também utilizam os exames de imagem em seu acompanhamento. Ao fraturar algum osso, apresentar sintomas de pneumonia ou tuberculose, por exemplo, radiografias simples são utilizadas. Já para o acompanhamento e tratamento de doenças cardiovasculares, os médicos e técnicos em radiologia utilizam o recurso da ressonância magnética.

Os profissionais capacitados para realizarem esse tipo de exame são os médicos, técnicos em radiologia ou a pessoa devidamente certificada para tal realização. 

São exames que podem ser feitos nos mais variáveis centros de saúde. Após esse procedimento, o médico radiologista é o responsável por interpretar e laudar os resultados. Daí então os exames são encaminhados ao médico do paciente, que também fará sua análise daquelas imagens.

Limitações da imagem

Em doenças como o câncer que foi explanado acima, os exames de imagem conseguem detectar apenas quando de fato há grande quantidade de células cancerígenas, mas não consegue mostrar pequenas quantidades.

Como é preciso que milhões de células formem um tumor cujo tamanho é suficientemente notável para ser localizado num exame de imagem, em alguns casos os médicos recomendam realizar o tratamento mesmo sem que tenha sido possível localizar tais células no exame feito previamente.

Laudos de exames de imagem à distância

Cada vez mais tem sido utilizado o chamado laudo à distância para obter o diagnóstico por imagem.

Os registros feitos pelos aparelhos que realizam os mais diversos formatos de exames de imagem podem ser compartilhados com os pacientes e seus respectivos médicos.

Tudo é realizado com bastante segurança, comodidade e qualidade. E com isso é possível que o laudo seja emitido de forma remota e totalmente online.

Para que isso seja possível, é preciso seguir os padrões dos formatos das imagens radiológicas conhecido como DICOM (Digital Imaging Communications in Medicine), bem como a transmissão das imagens precisa seguir o protocolo estabelecido pelo PACS (Picture Archiving and Comunication System).

 

Para quaisquer dúvidas que possam surgir sobre o tema ou sobre o nosso sistema propriamente dito, estamos à disposição para saná-las e ajudar no que for necessário. 

Fique de olho e nos acompanhe nas próximas postagens também! :) 

Lívia Nogueira

Lívia é do time de Marketing e redatora do BeeRads.

Deixe seu Comentário

Você também pode se interessar: